A menina que cresceu sonhando com um lar sem goteiras e hoje ‘transforma casas’ de graça

A menina que cresceu sonhando com um lar sem goteiras e hoje ‘transforma casas’ de graça

Renata Moura – @RenataMS
Da BBC News Brasil em Londres

Fernanda Silmara Silva dos Santos sentada em frente a uma casa em Natal

Legenda da foto,Fernanda Silmara Silva dos Santos: Projeto é voltado a famílias de baixa renda, desempregados, asilos e, futuramente, orfanatos

Fernanda ainda era criança quando olhava para o teto e pensava: “Sinto raiva da chuva”.

Ela morava com os pais e os cinco irmãos em uma casa “bem pequena, de taipa e tijolos brancos” em Natal, no Rio Grande do Norte, onde tinham sala, cozinha, dois quartos e um banheiro nos fundos do quintal – com um monte de goteiras.

Quando chovia, uma caixa de fogão transformada em guarda-roupa, a cama e o chão sempre ficavam encharcados. O “reboco antigo”, de barro, também infiltrava e o cheiro que ficava no ar – para “vergonha” da menina – foi chamado de ruim por um amigo da escola.

“O que eu pensava era que quando crescesse ia querer uma casa que não tivesse goteiras”, diz. “Era com isso que eu sonhava.”

Hoje técnica em controle ambiental, tecnóloga em construção de edifícios e prestes a se formar em Engenharia Civil, ela lembra da história para explicar por que, aos 21 anos, decidiu criar um projeto voluntário para reformar casas, sem cobrar nada.

Para conferir a matéria no site clique aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *